/* PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO 反对 一 切 現代性に対して - 風想像力: PONTE PERFEITA DE PARVOÍCE

PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO 反对 一 切 現代性に対して - 風想像力

LES PRIVILÉGES DE SISYPHE - SISYPHUS'PRIVILEGES - LOS PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO - 風想像力 CONTRA CONTRE AGAINST MODERNISM Gegen Modernität CONTRA LA MODERNITÁ E FALSO CAVIARE SAIAM DA AUTOESTRADA FLY WITH WHOMEVER YOU CAN SORTEZ DE LA QUEUE Contra Tudo : De la Musique Avant Toute Chose: le Retour de la Poèsie comme Seule Connaissance ou La Solitude Extréme du Dandy Ibérique - Ensaios de uma Altermodernidade すべてに対して

2007-12-10

PONTE PERFEITA DE PARVOÍCE

Imagem tirada do notável Blog Wehavekaosinthegarden


Logo ao abrir a II Cimeira UE/África, o PM com o seu típico e reduzido vocabulário, de resto fornecido pelos seus assessores (porque o homenzinho já não abre a boca sem consulta prévia) escolhe a metáfora significativa, Portugal é a «ponte perfeita» entre a Europa e o continente africano.


Esta ideia de Portugal ponte perfeita, caso seja aplicada transforma o país ainda mais no que perigosamente começa a ser, num ponto de passagem, num prestador de serviços. (já o é para passagem de droga pp. dita, de rallies absurdos como o Paris-Dakar, agora será para a passagem de droga ideológica). É uma pessíma metáfora - reduz o país a um corredor.

Sócrates disse que o diálogo entre os dois continentes será «entre iguais» e declarou que todos os portugueses partilham a sua opinião.

Esta é fantástica. Num passe de mágica o Oráculo interpreta o querer de todos os portugueses e sente-se legitimado por essa esmagadora maioria que ele inventou na hora H. Ora sucede que eu não partilho a sua opinião. PM! não se encoste à minha opinião, não faça coincidir a minha opinião com a sua. De resto, inúmeras pessoas vivas e de olhos abertos não partilham de todo em todo a sua opinião neste particular e em muitos outros.

O PMN afirmou com aquele ar jeová-messiânico que a Cimeira era um diálogo entre iguais. Passando por cima do óbvio paternalismo, na verdade, na prática, dado que estão presentes três Grandes Criminosos de Direito Internacional (Mugabe, além d homem do Sudão (Darfur!) e o da Tenda, outro psicopata que anda com fraldas na cabeça) extrai-se desta afirmação que o governo português se sente igual a governos criminosos. Ficámos a saber.

Em suma mais uma daquelas declarações não só infelizes mas altamente precipitadas. É a pressa em ser igual. O PM a querer normalizar 3 Criminosos e apresentá-los como Iguais. Iguais, à sua Tia!

"Esta cimeira criou um verdadeiro movimento de jovens, autarcas, e cientistas, que se mobilizaram para discutir os problemas comuns dos dois continentes», afirmou.

Lá tinham que aparecer "os jovens" , de facto com uma profunda experiência das realidades africanas e europeias, ( o Papa também apela sempre para os Jovens". É uma mania da Terceira Idade compreensiva), os autarcas uma gente espantosa, fazedora de rotundas e os cientistas, que neste caso devem ser uns quantos engenheiros, para dar o aval.

Noto que não referiu os escritorres, os cineastas, os sociólogos e os historiadores, que esses sim, teriam uma palavra a dizer.

Para Sócrates a mensagem a dar é que «não temos mais tempo a perder».

Lá está de novo o homenzinho, todo impaciente a acelerar e a precipitar as coisas. Está sempre à bout de souffle, a pressionar toda a gente para a acção. Desde que haje acção por mais parva que seja, o homenzinho fica feliz.

E declarou que este é o «momento para construir novas soluções para os dois continentes».

Outra vez a palavra "novo". Parece um anúncio publicitário. Novas soluções para a sua casa. O novo detergente. O novo colorante para o cabelo.

Enfim, além de uma trivialidade inconsequente quais serão as "novas soluções" criadas por um grupo, um think-tank, que inclui 3 Grandes Criminosos? Novos campos de massacre, inspeccionados pela ASAE? Introdução de milho transgénico nas Reservas naturais?

A presença de muitos dirigentes europeus africanos levaram o chefe do governo português a considerar «o sinal mais claro que tínhamos razão». Mas um deles abandonou a cimeira...será um sinal escuro?

Esta escolha de palavras é duvidosa: Sinais Claros? ficamos a saber que há sinais escuros e sinais claros. Se muitos dirigentes africanos estão presentes, vale o peso dos números, é o sinal "claro" daquilo que o PM mais gosta , ter razão.

"Este é o momento certo para fazer a cimeira», explicou.

Sem adiantar razões nenhumas. Sentiu que "tinha razão" e para quem tem razão tudo está certo. O iluminado proclama dogmas a cada passo.

Dirigindo-se aos líderes políticos presentes disse que nenhum estava em Lisboa apenas para responder a um convite de Portugal, da UE e da UA, mas para responder a um desfio da história.

Eis Sócrates oráculo, o PM intérprete da historia. Mugabe e os 2 colegas criminosos não estão em Portugal porque tenham sido convidados por Portugal, UE ou a UA, mas sim pela História -

«Um desafio para escrever em conjunto uma página nova nas relações entre os dois continentes», afirmou.

Qualquer treinador de 3ªa divisão em qualquer circunstância diz melhor do que esta banalidade. Escrever em conjunto uma página nova.... o pior é que com o estilo de redacção primária para fóssios e bedungos a que nos habituou, a página nova foi escrita de um modo ainda mais tonto do que as antigas.

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és, ou seja diz-me com quem cimeiras e dir-te-ei com quem te abaixas.


Rato do Sotão

8:07 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home