/* PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO 反对 一 切 現代性に対して - 風想像力: melusina

PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO 反对 一 切 現代性に対して - 風想像力

LES PRIVILÉGES DE SISYPHE - SISYPHUS'PRIVILEGES - LOS PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO - 風想像力 CONTRA CONTRE AGAINST MODERNISM Gegen Modernität CONTRA LA MODERNITÁ E FALSO CAVIARE SAIAM DA AUTOESTRADA FLY WITH WHOMEVER YOU CAN SORTEZ DE LA QUEUE Contra Tudo : De la Musique Avant Toute Chose: le Retour de la Poèsie comme Seule Connaissance ou La Solitude Extréme du Dandy Ibérique - Ensaios de uma Altermodernidade すべてに対して

2009-09-01

melusina


Gabriel Garcia Marquez diz que há contos que estão contidos no título, e que talvez não fosse necessário contá-los, e cita como exemplo o título de um conto seu que não chegou a escrever "El Ahogado que Enseñaba a Bailar" (O Afogado que ensinava a bailar) -

Ora bem, Melusina casara com o Conde de Lusignan mas dissera-lhe para ele nunca a tentar ver quando ela, aos sábados, tomasse banho. (Não entremos agora nas conotações de sábado/ sabbath). O marido, ardendo de curiosidade, no entanto transgride o seu pedido. Espreita plebeiamente pela fechadura.


Esta imagem sugere também um duplo afogamento: o da aparência sobretudo

Aqui neste caso, Melusina, a fada, ao tomar banho sofria uma retromorfose. Semidissolvida no elemento iniciático que é a água perdia parte do seu corpo humano. Demonstrava que não somos sólidos. Porém este conhecimento da nossa não solidez é aterrador. Nem o seu marido e meu antepassado, o conde de Lusignan estava preparado para enfrentá-lo. Por isso, após esta espiadela marital, Melusina, ao dar-se conta dela, sai a voar pela janela. Há segredos femininos que tem que ser invioláveis. O homem não é senhor das retro e metamorfoses da sua mulher- a liberdade é demasiado sagrada para estar sujeita a senhorio.

Voltando aos títulos polissémicos do GGB. A mim parece-me haver uma certa "homologia estrutural" entre o conto brevíssimo "El Ahogado que enseñaba a bailar" e a irrupção da cauda de sereia surpreendida no banho pelo olhar indiscreto. Mas a pergunta interessante que fica a pairar é "Como será a dança de Melusina?"

Etiquetas: ,

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Só pode ser muito sedutora!
Grande Drummond, caramba, estive de férias tempo demais, tempo demais sem ler a sua prosa sempre melhor do que tudo o encontro na imprensa.
Saudades da minha chinesinha que nunca espreitei no banho, mas que adoro ver aparecer renascida em alvura e graça.

Abraço forte,

Ó

10:11 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home