/* PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO 反对 一 切 現代性に対して - 風想像力: SONHOS TONTOS DOS ANOS SESSENTA, SÓCRATES RETOMA OS SONHOS DE MARCELLO CAETANO

PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO 反对 一 切 現代性に対して - 風想像力

LES PRIVILÉGES DE SISYPHE - SISYPHUS'PRIVILEGES - LOS PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO - 風想像力 CONTRA CONTRE AGAINST MODERNISM Gegen Modernität CONTRA LA MODERNITÁ E FALSO CAVIARE SAIAM DA AUTOESTRADA FLY WITH WHOMEVER YOU CAN SORTEZ DE LA QUEUE Contra Tudo : De la Musique Avant Toute Chose: le Retour de la Poèsie comme Seule Connaissance ou La Solitude Extréme du Dandy Ibérique - Ensaios de uma Altermodernidade すべてに対して

2008-09-17

SONHOS TONTOS DOS ANOS SESSENTA, SÓCRATES RETOMA OS SONHOS DE MARCELLO CAETANO


Energia: Sócrates diz que está de regresso o sonho de Sines como potência petroquímica

Sines, 17 Set (Lusa) - O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou hoje que o actual clima de negócios em Portugal permite o regresso ao sonho (do final dos anos 60) de construir em Sines um dos maiores complexos petroquímicos do mundo.


JUSTAMENTE onde existiam as últimas praias não algarvizadas.

E ainda não se resolveu o actual problema de poluição que faz desta região umas das mais fedorentas do país, e que leva a problemas bronquio-pulmonares para todas os grupos etários.

José Sócrates falava no final da sessão que assinalou a ampliação do complexo petroquímico de Sines da Repsol, projecto de investimento avaliado em mil milhões de euros, que numa primeira fase criará 1500 postos de trabalho.

Lá vem a mania dos postos de trabalho.

O projecto de investimento deverá ser concretizado até 2011 e, numa segunda fase, criará cerca de 500 postos de trabalho permanentes

1000 vão para o caraças.

Após os discursos do presidente da Câmara de Sines, do ministro da Economia, Manuel Pinho, e do presidente da Repsol, Bru Fau,

Bru Fau, um Brufo.

Sócrates sublinhou a dimensão do investimento da petrolífera espanhola em Sines.

Pudera, não a querem lá. Quem quer grandes complexos petrolíferos ao pé de casa? Chuta-se para o quintal do vizinho.

"O conjunto de investimentos previstos para Sines nos próximos anos mostram que está de regresso o seu sonho de ter um dos maiores complexos petroquímicos do mundo"!, declarou..

Um sonho tonto e megalómano dos anos sessenta (um sonho salazarista-marcelista, de resto) , só sonhável por provincianos, executado por espanhóis, destinado a fazer plástico.


0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home