/* PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO 反对 一 切 現代性に対して - 風想像力: A ARTE DA MÁ VONTADE

PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO 反对 一 切 現代性に対して - 風想像力

LES PRIVILÉGES DE SISYPHE - SISYPHUS'PRIVILEGES - LOS PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO - 風想像力 CONTRA CONTRE AGAINST MODERNISM Gegen Modernität CONTRA LA MODERNITÁ E FALSO CAVIARE SAIAM DA AUTOESTRADA FLY WITH WHOMEVER YOU CAN SORTEZ DE LA QUEUE Contra Tudo : De la Musique Avant Toute Chose: le Retour de la Poèsie comme Seule Connaissance ou La Solitude Extréme du Dandy Ibérique - Ensaios de uma Altermodernidade すべてに対して

2006-10-24

A ARTE DA MÁ VONTADE

Os pessimistas que nascem continuamente neste país são essencialmente de três tipos:

1.1. o pessimista de tipo naif que acredita que INFELIZMENTE tudo se dirige sempre para um ponto pior (o que é um idealismo utópico porque pior não pode ser)

1.2. o pessimista de tipo tónico que acredita que as coisas FELIZMENTE ainda podem ser piores do que já são. (Qualquer opositor, qualquer adversus, qualquer satanazin fardado de campanário e capoeira inscreve-se, e não pela tangente, nesta figura)

1.3. o pessimista de tipo misto que "entre les deux balance" consoante a oportunidade.

Pelo meio há uns cómicos que tiram as suas ideias dos ingleses (e acham que fazer humor de tipo imitativo é encontrar a essência do nonsense) e, além destes, temos um milhão e meio ou mais de velhotas dos dois sexos e de qualquer idade que vão muito a Fátima, para ver uns infelizes a patinar sobre os joelhos ou a arrastar-se pelo chão gemendo e rezando. (Práticas sado-masoquistas autorizadas e encorajadas naquele santuário-monstruário.)

Somam-se a estes os cerca de actuais dois milhões ou mais de orfãos com pais (nos quais se incluem não só a população pálida e com o cérebro lavadinho das capoeiras/infantários, mas a maior parte dos submetidos ao acne tirânico que frequentam umas casernas igualitárias chamadas liceus e escolas.

Temos ainda um número idenfinido de polícias, GNRs e espiões no activo que zelam pela estabilidade da nossa insegurança. Além de umas forças armadas cujo conhecido zelo teconlógico permite que a costa portuguesa esteja toda picotada, com canais de eleição para a entrada de todo o tipo de Tin-Foils, de harambazords (entre outros) e uma maioria indiscutível de passivos: a enorme audiência voyeurista masturbatória frequentadora das plagas da net onde ao olhar carente se oferece a velhice árida das bambinas escravas.


Entretanto, os cardeais fumam, os generais bebem o seu whishy velhinho, os políticos puxam a sua charutada, os jornais mantem a vigilância sobre o indice óptimo de estupidez colectiva e os parkings prosperam.

Numa coisa estamos todos de acordo: há que cobrir o país todo de asfalto de ponta a ponta e transformar a porcaria dos rios em estradas ou parkings.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home