/* PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO 反对 一 切 現代性に対して - 風想像力: DRUMMONDAFORISMOS

PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO 反对 一 切 現代性に対して - 風想像力

LES PRIVILÉGES DE SISYPHE - SISYPHUS'PRIVILEGES - LOS PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO - 風想像力 CONTRA CONTRE AGAINST MODERNISM Gegen Modernität CONTRA LA MODERNITÁ E FALSO CAVIARE SAIAM DA AUTOESTRADA FLY WITH WHOMEVER YOU CAN SORTEZ DE LA QUEUE Contra Tudo : De la Musique Avant Toute Chose: le Retour de la Poèsie comme Seule Connaissance ou La Solitude Extréme du Dandy Ibérique - Ensaios de uma Altermodernidade すべてに対して

2006-11-15

DRUMMONDAFORISMOS

Nada é mais divertido do que a queda de um regime, seja ele qual for.

O preço de um homem, hoje que se vende tudo, é do tamanho do seu espírito, baixo, leiloável, fatalmente destinado à regateirice.

O pior de ter sósias é não poder eliminá-los.

Os futebolistas são escravos, vendem-se, compram-se. As multidões adoram esse outro jogo, o dos milhões, que impõem respeito

Se a divindade tivesse tido menos medo da sua solidão talvez não tivesse criado os homens

As pessoas que consentem em viver em apartamentos T qualquer coisa, tem falta de espaço na cabeça

Andar de automóvel é a maior trivialidade do planeta, além disso encurta-o e empequenece-o.

A uma criança que gosta de automóveis, sobretudo a uma criança automóvel, devia-se mostrar a guilhotina e contar-lhe histórias de terror

O Mal não é o Marquês de Sade, são os Marqueses de Sade menores.

Cada século tem o seu mal, está certo, o nosso além do próprio tem todos os outros males .

Mais vale um homem com cabeça de pássaro, do que um pássaro com cabeça de homem, porque este último quererá imediatamente começar a arrumar as coisas e a querer modificar tudo no mundo dos pássaros e no dos homens.

As pessoas muito arrumadas tem uma grande desordem interior.

Os bêbedos tem piada durante um segundo ou dois, depois despertam piedade, e a seguir nojo.

Viver num país cheio de bêbedos pode ser que fortifique a alma, mas é cansativo.

O mal da república é que gera sempre legiões de monárquicos irritados.

A irritação suplanta a falta da razão e muitas vezes passa por ser ela.

Quando um homem é chato, tudo à sua roda se alisa.

Um homem sem Deus é tão ridículo como um homem com Deus.

O socialismo é um outro nome da neurose. Os países socialistas são depressivos, o único socialista a rir é o chefe deles.

A aniquilação do ego tem produzido tantos escravos como a sua restauração pelos psiquiatras.

O pedagogo era um homem grego que ia para a cama com os meninos. O actual pedagogo vai para a cama com a mente deles e põe-na a dormir para sempre.

Os padres são uns desempregados da eternidade que não sabem nem lá meter-nos nem sobretudo de lá tirar-nos.

Em toda a casa onde reina uma ordem impecável passa um cortejo infinito de desordens.

Os museus são antipáticos porque todas as obras estão perfiladas, em sentido. Além disso há obras que detestam estar ao pé de outras,

As janelas dos prédios modernitos todas elas iguais são como militares e como crianças todos vestidos de igual.

Vestir os filhos todos de igual faz ressaltar ainda mais a falta de imaginação dos pais.

Os educadores de filhos de gente malcriada, a maioria da gente, com o passar do tempo tornam-se ainda mais insuportáveis do que os filhos dos outros que ele crêem que educam.

Um homem que planta flores pode ser tão opressivo como um tirano que desenha cidades.


As pessoas que se queixam dos outros em geral são sósias deles.


Talvez porque haja no mundo uns seis ou sete homens que não se queixam é que esta coisa toda não implode.


Porque é que o beige é uma cor chic? Porque as pessoas chic são beige.

O dever de uma presidenta é de ser mais feia do que uma rainha, coisa que em geral consegue, sobretudo se imita a rainha.

Um governo estável num país escorregadio é como uma amante leal a um caça-marias.

No dia em que o ministro em vez de cortar a fita cortar o bigode do autarca é porque chegámos ao céu, finalmente.



Nota pode citar estes aforismos mas cite a fonte - Miguel Drummond de Castro.
Além disso, um aforismo plagiado, e pior do que isso mal plagiado, torna-se uma Hidra que bebe o sangue do plagiador - Magus Emeritus do Vitriol da Causa Impopular dixit.
No entanto, está autorizado a roubá-los, desde que não se veja a origem



0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home