/* PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO 反对 一 切 現代性に対して - 風想像力: SÔBOLO SILÊNCIO MAIS RUIM

PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO 反对 一 切 現代性に対して - 風想像力

LES PRIVILÉGES DE SISYPHE - SISYPHUS'PRIVILEGES - LOS PRIVILÉGIOS DE SÍSIFO - 風想像力 CONTRA CONTRE AGAINST MODERNISM Gegen Modernität CONTRA LA MODERNITÁ E FALSO CAVIARE SAIAM DA AUTOESTRADA FLY WITH WHOMEVER YOU CAN SORTEZ DE LA QUEUE Contra Tudo : De la Musique Avant Toute Chose: le Retour de la Poèsie comme Seule Connaissance ou La Solitude Extréme du Dandy Ibérique - Ensaios de uma Altermodernidade すべてに対して

2008-01-25

SÔBOLO SILÊNCIO MAIS RUIM


escolhe o mais anódino sítio do mundo para escrever: uma loja de ferragens por exemplo. E para começar não digas nada de simbólico, tipo o ferro caiu.
Experimenta todas as maçanetas, claro. A literatura não é mais do que uma maçaneta.
E se vires a Poetisa Grega, com uma écharpe chique, a Sophia ou uma Neo-Sofia cheia de respiração, apaga a frase manhãs luminosas sem fim que escreveste na parede para o patrão a ver.
Não fales do sub-atómico, esse mundo vazio e chato cheio de interesse para os físicos, onde não se passa nada que se possa agarrar. Há alguma parte interessante do corpo de uma mulher no sub-atómico? Parece bem que não mas talvez fosse interessante exilar para lá os 30 escritores portugueses que estão sempre a aparecer na TV.
Numa loja de ferragens é muito provável que nunca apareça o Fernando Pessoa, em pessoa ou em livro. Isso provoca logo um alívio imenso, não vais ter que ler o maior desperdício de multipersonalidade do século passado. Vais poder dedicar-te mais à maçaneta e ao objecto mais interessante e aural de Portugal (al al): o ferrolho.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home